CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

Tropic Thunder (2008)

Já a minha avó dizia “o cinema hoje em dia é tão mau que até um macaco pode realizar “. Este filme vem renovar a razão da profecia da minha avó, ficando apenas por provar as alegações de que as alterações climáticas se devem, de facto, aos foguetões que  rompem as nuvens quando vão para a Lua. Lua essa que nunca foi visitada pelo Homem, claro!

Tropic Thunder pretende ser o primeiro blockbuster multimilionário (leia-se brainless) realizado por Ben Stiller. Já antes este pequeno primata de aspirações artísticas nos tinha brindado com alguns filmes de baixo teor proteico, mas desta vez deram-lhe mais dinheiro e meios. Erro crasso. Ben Stiller e o seu limitado sentido artístico apostam tudo num espectáculo de fogo de artifício drenado de qualquer sumo, habilmente idealizado a pensar no jovem com problemas de concentração e aprovado pela Associação Portuguesa dos Jovens Hiperactivos.

O filme serve-se de um elenco allstar e de uma máquina promocional próprio do blockbuster presunçoso, equipado com as modernaças técnicas de marketing viral, o que significa que, ao contrário de querer agradar a cinéfilos ,quer apenas arrastar pobres almas ao engano cinema adentro, onde nem janelas existem para que nos possamos atirar em busca do doce alívio do embate num suave pedaço de alcatrão, longe do filme.

Mas, quem não viu o filme deve estar a indagar-se de que se trata afinal. Ora, é a história da produção de um filme de guerra estilo Vietname que está a correr mal. O realizador tem problemas a controlar os egos e os produtores pressionam para que não haja mais gastos. Entretanto os actores perdem-se naquilo que julgam ser um jogo quando na realidade foram mesmo raptados por um grupo rebelde do Paraládosolpostistão. Depois é uma sequência idiota de cenas de acção exageradas para, ao que parece, ter mais piada. Matam um panda e há explosões e coisas pelo ar sem razão aparente. Ben Stiller faz as suas palhaçadas e os outros limitam-se a seguir numa sequência interminável de fastidiosas peripécias que terminam muito além do desejável.

Eu gosto de Jack Black, acho piada a Steve Coogan. Mas nem que fosse o meu tio Carlos e a minha prima Alcina a realizar e a representar eu mudava uma virgula que fosse ao meu discurso. Se Ben Stiller tiver tanta força na verga como tem pujança em realizar dá-me ideia que terá que se contentar com língua e dedo. E não há que ter medo!… 😉

10 Comments

  1. pela primeira vez… não concordo com a crítica…
    achei o filme muito bom comparado com a porcaria de comédia que tem p’ra i saído…
    é um filme diferente, bem realizado, sem tempos mortos e merdas assim…
    não é dos melhores filmes que vi na vida, mas é das melhores comédias que vi no ano passado

  2. pedro

    February 18, 2009 at 3:14 pm

    Olha, eu nem mencionei no post, mas deu-me uma soneira tão grande, um peso por cima dos olhos que não aguentava a cabeça. Mas isso sou eu que não suporto o Ben Stiller.

  3. não gosto nem desgosto do ben stiler… mas com o jack black e o outro do iron man ninguém pode dizer que nem um sorriso é capaz de esboçar…
    mas pronto, secalhar o problema devo ser eu, que me riu por todo e por nada

  4. pedro

    February 18, 2009 at 3:35 pm

    Eu sou grande fã do Jack Black. Mas nem aqui nem no Kung Fu Panda me convenceu. Gostei da cena em que explodiram o realizador.

  5. eheheh
    isso sim, foi uma cena porreira
    como essa havia muitas mais, nem te sei dizer uma em especifico gostei de praticamente tudo no filme
    acho que, para mim, o tropic thunder até consegue chegar perto do 1º Harold and Kumar, esse filme… é o rei de todas as comédias!

  6. e com este ultimo comentário garantiste uma não-resposta.

  7. O filme passa aquela linha ténue do mau gosto. a parte do braço arrancado e lambido pelo Ben Stiller fez me perder a pica por ele (e oh se eu tinha pica por ele)

  8. Realmente o Tropic Thunder foi das melhores comédias do ano passado… mas umas das melhores que saiu ultimamente é (e acredito que vá ser durante muitos anos) o “The 40 Year Old Virgin”, práticamente todas as comédias com a participação de Judd Apatow são muito boas.

  9. Achei que este filme eleva um bocado a fasquia do género.
    Por um lado tem as suas falhas e esse blá blá blá todo que já mencionaste. Mas por outro tem interpretações fantásticas (quase que se aceita a cientologia), e referências perfeitas.
    Os trailers iniciais (destaque para “winner of the mtv best kiss award: toby mcguire”) são uma boa sátira à merdola hollywoodesca que tanto eu como tu inevitavelmente temos que aturar de vez em quando. As personagens estão lá (são personagens-tipo, sim, mas com personalidade própria). O gajo-da-cientologia está brilhante (e é o gajo-da-cientologia) e consegue sempre não caír no erro “a la” SNL/will ferrel do over-the-top (que eu costumo dizer que é como os malucos do riso, só que em inglês). o jack black e alguns personagens secundários até entram nesse over the top, mas são bem compensados por outros (como o iron man).

    não digo que seja perfeito, nem genial, mas penso ser bastante bom.

  10. tenho exactamente a mesma opinião que tu
    não é para me gabar… mas sou um feliz possuidor do blu ray (original) do tropic thunder ; )

Leave a Reply

© 2017 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: