CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

The Day After Tomorrow (2004)

dayaftertomorrow

Em primeiro lugar deixem-me dizer-vos que não sou grande fã destes filmes “bigger than life” de catástrofes. Posto isto, que a matança comece. Este filme lida com uma catástrofe global que se abate sobre o planeta. De um dia para o outro, vindo do nada, uma imensa tempestade arrasa o hemisfério norte. E porquê o hemisfério norte? Porque é uma tempestade com consciência social, de certeza de esquerda, que vem acabar de vez com os porcos imperialistas.

Tudo começa com indícios suaves, como um iceberg com um bilião de quilómetros quadrados que se racha ao meio. Por coincidência, essa racha passa mesmo no meio do acampamento dos bravos metereologistas que se aventuram no ártico em busca de gelo secular. Mesmo no meio, a ponto de separar os nossos heróis. Num bilião, trilião de metros quadrados de planície. Logo aqui surgem os primeiros desconfianças. Depois é a habitual treta de “Senhor presidente, acredite em mim, só em mim, no meio dos 1500 cientistas mais reputados do mundo com opiniões diferentes da minha“. Claro que se prevê um “I told you so” no final. Daí até o planeta ficar feito em merda vão 3 minutos e depois meia hora de subtileza Emmerichiana, que é como quem diz, um Godzilla invisível comandado por aliens anda ali a partir tudo. Tudo não, só os icons turísticos, para se ter a certeza da gravidade da situação. Mais uma vez morrem milhões de pessoas, mas nenhum cão…

E, passados estes entusiasmantes 40 minutos, começa “um caso da vida” da TVI. Um pai tem que salvar um filho a quem prometeu que ia buscar, enquanto a mãe salva uma criancinha querida com cancro. Isto entremeado com o sonho americano. O sonho americano é: Masculino – Ser herói; Feminino – Ser beauty queen. Quanto a senhoras com mais de 40 anos, normalmente é morrer com dignidade, bonita, como heroína e sem ferimentos na cara. Tipo Givenchi. Como se não bastassem as coisas estarem assim negras, ainda aparece uma matilha de lobos que, por acaso, sobreviveram uma onda de 100 metros de altura e uma camada de neve de 20 metros que solidificou em 3 minutos… em Nova Iorque! Lamechas até à imbecilidade total, feito com a suavidade de um elefante numa loja de cristais e representado inteiramente frente a um ecran verde, este filme é mau. E para quem ainda não o viu e é céptico, acreditem que é pior do que aquilo que pensam. A pirataria aqui aconselha-se vivamente. Levemos Emmerich à pobreza, retirem-no da vida activa de realizador e doem o orçamento do seu próximo filme para construir uma infra-estrutura sanitária na Libéria.

Adenda: Ficam perguntas no ar: Porque é que o pai foi ter com o filho? Como conseguiu ele andar 100 Kms a pé em 2 dias enquanto faziam 150 graus negativos? Como é que uma onda invade nova Iorque em 20 segundos e depois para percorrer 150 metros finais demora 1 minuto à espera que os actores principais se salvem? Porque é que Dennis Quaid, vindo do interior dos EUA, passa pela estátua da liberdade ao entrar em Manhattan? E já agora, como é que a estátua se aguentou em pé? Presumindo que metade da população dos EUA se salvou, como evacuaram mais de 100 milhões de pessoas para o México num dia ou dois? Porque é que bastava passar a fronteira para o México para se ficar livre de perigo? Porque é que queimaram todos os livros para fazer fogueira e nunca se lembraram da quantidade imensa de madeira que tinha a biblioteca? Há alguém ainda a ler isto?!

10 Comments

  1. Ao contrário de Cloverfield, este filme é mesmo um desastre…

  2. Tal como o Cloverfield, este filme é um desastre.

  3. Um desastre de filme? É melhorzinho qualquer coisa…

  4. este filme é cócó!

  5. fui o único a gostar do filme?

  6. Meu amigo Bruno, há sempre um ponto na vida em que ninguém nos acompanha. Este filme deve ser esse ponto na tua vida. Se for o único, nada mau! A mim acontece-me quase todos os dias. 😉

  7. Eu gostei do Gozu, por isso não foste o único lol.

  8. epah, é que filmes de catástrofes, foda-se… gosto sempre
    desde que haja explosões a rebentar com cidades inteiras a mim já me consegue entreter
    não sei… mas vejo alguma coisa que me fascina
    devo ter alguma costela de taliban
    eheheh

  9. E o próximo filme dele? Podem ir ver o trailer para ver o que se adivinha…

  10. pedro tens de fazer um post sobre o filme das 7 bolas de cristal para partir-me rir com o teu coment…

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: