CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

Last of the Living (2008)

Last of the Living (2008) 21 anos depois de Bad Taste de Peter jackson, eis que nos chega mais uma pérola do cinema de terror neozelandês ultra-low budget. Com um orçamento de 5 dígitos apenas, Last of the Living compensa em sentido de humor e frescura o que lhe falta em meios. E voilá, estamos perante uma nova estirpe de filme de zombies, o filme “quase sem zombies”.

O conceito é simples: 3 jovens vivem sozinhos numa cidade pós-apocalíptica destruída pela típica praga que assola o planeta e transforma a sua população em mortos-vivos caça cérebros. Estes jovens tentam viver o melhor possível, nas casas de luxo e em zonas normalmente não acessíveis num mundo sem zombies. O problema é que não há gajas e eles começam a stressar com tanta energia sexual por libertar (tirando a da ocasional masturbação não mencionada no filme). E aparece uma cientista toda boa com uma possível cura para o doença zombificante. Mas os nossos amigos estão mais preocupados em copular do que em salvar a humanidade, ou o que resta dela…

Filmado com uma absoluta falta de meios, é engenhosa a maneira que o realizador tem de dar a volta à situação e tirar partido dos parcos meios que possui. Planos fechados, edifícios que devem ser da família ou cenário improvisados sem nunca dar um aspecto Edwoodiando. Mas o guião é fantástico fresco e cheio de humor. O sotaque neozelandês consegue meter qualquer um bem disposto, mesmo quando se trata de uma comunicação do primeiro ministro a anunciar o fim da humanidade.

É curtinho e fresquinho, pelo que aconselho vivamente. Não esperem fogo de artifício nem números de circo, apenas frescura e boa disposição, o que não é mau para um filme onde a maioria dos personagens está morto…

1 Comment

  1. Este parece ter potencial! Preciso de ver uma comédia (não de hollywood, por favor!)

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: