CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

Commando (1985)

Especial "Action Heroes dos anos 80"

Especial "Action Heroes dos anos 80"

Somewhere… somehow… someone’s going to pay! Era esta a tagline de Commando, o filme de Schwarzenegger onde um ex-marine vê a sua vida de retiro pacífico destruída quando a sua filha é raptada por um bando de malandrins. John Matrix tem 12 horas para destruir meia cidade, matar 81 pessoas, dizer algumas das mais famosas oneliners, arranjar uma jeitosa para procriar, matar o vilão e salvar a filha. Visto pelos parâmetros actuais, Commando é apenas mais um filmeco de acção desprovido de qualquer lógica, onde a explosão fácil e a extrema violência completamente injustificada são a força motriz. Mas na realidade Commando foi em 1985, para um puto de 12 anos, o ponto alto da existência humana, o supremo pináculo do entretenimento.

Commando vem na senda da saga Rambo, mas aqui foi dado um passo em frente. Ser apenas como Rambo não servia. A violência foi levada ao extremo, apenas atenuada pela inserção de humor e de oneliners que nos faziam sorrir de emoção ao ver alguém a quem foi decepado um braço seguido pela frase “Precisas de uma mãozinha?”. O filme de acção hiper-violento em formato blockbuster era uma novidade e nesta fase apenas era necessário ser violento para ter sucesso, por mais idiota que pudesse parecer. Depois disto vieram outros elementos, como extraterrestres, revoluções na Ásia ou América do Sul, gangsters italianos, contaminações globais, terrorismo ou catástrofes. Mas aqui era só preciso ultra-violência sem sentido.

Rambo era um sério caso de sucesso. Os produtores sabiam que seria necessário acrescentar uma mais valia ao action hero. Matar, estripar e infligir dor gratuitamente todos o fazem. O resultado foi Schwarzenegger, o super-humano, o ultra-humano, o supra-humano. Nunca ninguém tinha visto uma pessoa com aquelas proporções. Aquilo não era natural. Um homem em forma de guarda-fatos não é algo que se veja todos os dias. Obviamente que ninguém sabia que era insuflado a esteróides que lhe mirram os tomates e provavelmente não tinha uma erecção desde os 14 anos…

A partir daqui começou a eterna luta Stallone / Schwarzenegger que ainda nos dias de hoje perdura, até cair o braço a um deles. Neste filme há a célebre frase de Schwarzenegger “Eu como boinas verdes ao pequeno almoço”, numa clara alusão a Rambo, insinuando que os filmes do Stallone são para meninas.

De notar ainda que a filha de John Matrix é Alyssa Milano, doce teenager que na altura era a filha de Tony Danza em “Chefe mas pouco” e que agora é um naco de elevado grau de “levanta-pau”. Já não vejo este filme há mais de 10 anos, nem tenho a certeza se quero ver. Mesmo há 10 anos me pareceu velho. Deixo-vos aqui com umas fotos e uns clipes do YouTube. Enjoy!

Trailer de Commando

Cena inicial do filme, a introdução do supra-humano.

Alyssa Milano na altura

alyssamilanoantes

Alyssa Milano uns anos depois

alyssamilanodepois

10 Comments

  1. naquela altura os trailers faziam qualquer filme decente parecer uma merda (só a musiquinha de fundo), hoje em dia acontece precisamente o oposto…
    a gaja é que marchava, e tenho impressão que chegou a mostrar as mamas no… Pathology
    que por acaso é um grande filme

  2. Vi esta obra da violência gratuita e da comédia (não sei se sempre voluntária, mas quero acreditar que sim) várias vezes, e continua a ser divertido. Até comprei dvd ai numa promoção de um jornal qualquer, tenho que rever esta matança brevemente!

  3. Bruno ela já mostrou foi muito mais coisas num filme chamado “Embrace of the Vampire”… seja lá qual for o titulo em português 😉

    De resto, é um clássico do tipico “herói intocável” este Commando, em que mata sempre qualquer inimigo com apenas um tiro certeiro, sendo que a única altura em que se fere é quando se corta a fazer a barba!

  4. Caro Xunga;

    Na minha modesta opinião o mundo cinematográfico divide-se em dois … o pré-Commando e o pós-Commando …

    O pré é uma bela história de amor pelas artes não cgianas que atinge o apogeu não cerebral (pelo lado positivo) na saga Schwarzeneggeriana … tudo o que há de bom dentro do género está lá … o balanço perfeito entre acção, suspense, humor e soundtrack (que descaradamente já teria surgido antes em filmes eddiemurphianos) …

    O pós-Commando começou por ser um mundo esperançado que acabou por se implodir com o cgi búlgaro (e sabe-se lá mais de aonde) … um pós apócalipse pseudo-intelectual onde tarantinamos com estilo mas sem razão, com descarados ripoffs matrixianos (e não johnmatrixianos) e onde há mais green screens (e não josé cids e green windows) e remakes do que conteúdo … … um mundo que tenta reavivar as almas pré-Commandescas sem sucesso … com muito mais budget mas com muitos menos modelos miniaturizados … … onde Rambo é de facto Rambo … mas onde o sangue já não é feito de xarope …

    enfim … saudosismos que só a visualização desta obra de Mark L. Lester cura por breves instantes …

  5. Caramba Wong, em cheio! Até me emocionei com a paixão com que escreveste este comment.

  6. Nãããããããããããooooo!!!!!……

  7. Isto é mau… mas bom! Porra de saudade!
    Aproveitando a conversa dos remakes… suponho que tenhas visto o ultraxunga “Deadly pray”, e se fizessem uma sequela?! Fodax!!!!!

    http://filmesparadoidos.blogspot.com/2010/06/os-mercenarios-machete-e-deadly-prey-2.html

  8. Iiii, ó Gunn, do que te foste lembrar!! Embrace of the Vampire. A melhor cena lésbica que já vi entre actrizes famosas. Quem vê este filme nunca mais consegue ver um episódio do “Chefe mas pouco” sem esboçar um sorriso maroto.

  9. vi este filme pela primeira vez em 1988-89 no Sky Movies via sinal pirata, sem legendas nem nada, tinha eu 8 anos.
    escusado será dizer que ficou marcado para sempre como um dos meus filmes favoritos e Arnold como O maior, o rei do tiro e da violência gratuita.

    melhor cena do filme:
    – “you can’t talk while waving guns in people’s faces, right?”
    – “WRONG!”
    (tiro de espingarda e miolos do vilãozeco rebentados)

Leave a Reply

© 2017 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: