CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

The Surrogates – Banda Desenhada

surrogates01

Esta semana estreou Surrogates, o filme baseado na banda desenhada que vos apresento. Hoje falamos da BD e amanhã do filme. The Surrogates é uma novela gráfica (será esta a tradução?) que fala do nosso futuro, dos anos 50 do presente século, de uma sociedade distópica em que todas as pessoas usam um corpo cibernético (surrogate) controlado remotamente através de um dispositivo. Toda a sociedade é formada por robots que representam alguém, mas não implica que sejam a sua réplica física, uma vez que se pode escolher qualquer modelo. Obviamente é uma metáfora para as redes sociais, para o Facebook, Aifai ou Second Life, onde se cria uma imagem pública e se vive vegetalmente frente ao PC. Como eu, neste preciso momento.

É uma Graphic Novel ao estilo Blade Runner, mas com um pessimismo diferente. A história envolve um terrorista tecnológico anti-surrogate que pretende acabar com as personalidades cibernéticas. Um polícia abdica do seu surrogate e usa o seu corpo físico para poder resolver o crime. Este acto é de extrema coragem neste futuro cibernético. Entretanto há grupos de humanos vivem em comunidades fechadas que se opõe ao uso de robots e que também têm uma palavra a dizer. É muito mais profundo e menos linear que o filme, mas isso é outro debate.

De leitura agradável, filosófica e que lida (mais uma vez) com a condição humana, as dualidades morais e o sentido da vida, como toda a boa ficção científica.  Mas eu também não sou o tipo ideal para vos falar de banda desenhada. Tal como tenho dito com alguma frequência, é uma área que gosto, que consumo e tenho acesso a muito material através de amigos aficionados hardcore.

surrogates02

surrogates03

surrogates04

2 Comments

  1. É novela gráfica, sim senhor 😀
    Por acaso tenho isto no disco rigido há uns meses mas ainda não resolvi a ler, ando a acompanhar a Blackest Night e a ler Bds antigas do Fantasma; mas fiquei novamente curioso!

  2. Eu não sou grande fã dos heróis de capa e licra. Prefiro as mini-series, one-shoots, graphic novels e edições limitadas porque não tenho que ler os 646 volumes anteriores para perceber bem a história. Já agora, sabes onde posso arranjar a BD Palestina de Joe Sacco e Maus de Art Spiegelman em edições portuguesas?

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: