CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

House of Wax (2005)

Na altura das vésperas das estreias dos grandes blockbusters e no início das férias escolares americanas, os estúdios mandam assim à laia de “ver se cola” uns filmes de horror (sic) para teenagers. Gajas boas, tipos musculados, algum sexo meio desfocado ou encoberto, pares de mamas e centenas de gajas em cuecas. Normalmente envolve um grupo composto por todos os estereotipos de liceu que vão morrer aos poucos até ficar um, ou dois se houver um casal realmente apaixonado ou pouco evidente. Tipo a gaja boa da claque e o nerd dos computadores que até é boa pessoa, mas factura pouco grelo. Muitos destes filmes passam direct to video outros ainda se aventuram nas salas. Há sempre marketing forte junto dos putos, geralmente na MTV, e concursos naquele programa da tarde da Sic Radical.

Desta vez valeram-se de um trunfo, Paris Hilton, e usaram também a sua fama de “puta da net” para criar uma personagem  ninfomaníaca que anda meio filme nua à procura de mangueira. Esta é, na realidade, o grande trunfo deste filme. Mas quem quer ver isto se podemos sacar o video da net. keyword: paris hilton home video.

O filme em cima acaba por ser um vulgar slasher movie de ultra-violência, um bocado exagerado em termos de duração, que sobe alguns pontos acima da mediania devido ao seu orçamento generoso. Um filme que se vale do músculo do aparato de efeitos especiais e acaba por ser um flop em termos de argumento. No entanto ninguém esperava uma obra prima, verdade?

O grupo de actores oscila entre o atrasado mental e o medianamente inspirado, tipo, fiz uma vez teatro no liceu. O sexo vende, mas a promessa de sexo ainda vende mais. E a violência gratuita também atrai. Mas não tenho nada contra isso, o que acham que me levou a ver isto?!

Pontos Altos: Um pouco acima do mediano brainless slasher movie. A ideia de uma casa feita de cera e toda a arte do próprio museu.

Pontos Baixos: Um copy-paste de qualquer outro filme do género. Meia hora a mais do que o desejado. O facto de Paris Hilton ser o grande isco para atraír incautos e ela só lá aparece 10 minutos para abanar o cuzinho e mandar 3 fodas. Sim, eu contei…

Veredicto: É um bom assusta-gajas que garante um pós-filme animado e com perspectivas de uma noite animada.

6 Comments

  1. o filme não é nada mau, lá pelo meio ainda tem umas mortes bastante originais… só achei o final um bocado po seco

  2. Nem uma pequena menção à Elisha? Que mau feitio…

  3. Acho mesmo que é um remake.

  4. Elisha só no 24! 😉

  5. O filme tem duas coisas boas: a cera (pronto, isto dito assim é só ridículo, mas refiro-me ao “ar bem-feitinho” que deram à coisa.)

    E a morte da Paris Hilton (ui, spoiler, spoiler). Que grande morte.

  6. É um remake sim, do filme com o Vincent Price. Por isso, nem o parco elogio que lhe fazes tem muito sentido. Seria o mesmo que elogiar o próximo remake do Nightmare on Elm Street por se achar minimamente interessante a ideia de um gajo de chapéu e camisola de lã às riscas que chacina adolescentes nos seus próprios sonhos. 🙂

Leave a Reply

© 2018 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: