CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

Twilight (2008)

Os filmes da minha adolescência foram maioritariamente slasher movies de extrema violência. Ainda assim já vou com 36 anos e ainda não matei ninguém. Não havia necessidade de proteger as criancinhas das influências satânicas da violência televisiva. A malta sabia que eram apenas filmes. Nos dias de hoje protegemos as nossas crias da nefasta influência da violência mostrando-lhes filmes de vampiros que brilham ao sol, mortos-vivos deprimidos crónicos com paralisia facial e cuja única carne humana que comem é pénis, normalmente de empurrão…

Uma das razões porque nunca falei de Twilight foi porque nunca o vi. É certo que nunca foi esse pormenor que me impediu de falar do que quer que fosse, mas neste caso tinha que ter um caso hermético. Mas criticar Twilight é como roubar doces a crianças. É uma tão débil desculpa para um filme que se denuncia sozinho. Tão parvinho, sonso e vazio como os próprios personagens. A actriz principal é a personificação do enjoo. O namorado dela um toxicodependente com paralisia facial, um andróide eunuco com a carisma de uma sandes de mista.

Bem, não adianta falar da falta crónica de qualidade que afecta este filme de ponta a ponta, porque todos os que o viram e já não acreditam no Pai Natal perceberam o embuste mediático que é este enorme contentor vazio. O que me fascina é a maneira como os putos todos mamaram isto como sendo quase um modo de vida, como este atestado de invalidez profissional veio influenciar a cultura teenager, ao ponto de os canais portugueses de TV fazerem clones sob a forma de novelas. As nossas crianças que se dizem tão exigentes consomem isto com um grau de avidez só ultrapassado pela sua própria ignorância.

Já que estamos neste grau de downgrade cultural absoluto proponho outro conceito: zombies para teenagers. zombies que não comem cérebros mas sim gelatina, e que grunhem em reuniões de estudantes numa escola secundária para se queixarem da fraca qualidade das aulas de Educação Visual. É perfeito porque podemos retirar completamente o sexo do argumento, pois se um zombie decide mandar uma foda cai-lhe a gaita.

Ou melhor ainda, pornografia para teenagers. Mas sem 0 acto sexual, sem a nudez e sem gangbangs. Só broche, fisting e dickslaping…

21 Comments

  1. Tens toda a razão, concordo contigo: o Sr. Pattinson é uma menina. Aliás, os Maus já tinham lá chegado antes:
    http://mausdafita.blogspot.com/2009/08/top-5-personagens-meninas-do-cinema.html

  2. É por causa de coisas destas, e da sua preocupante popularidade, que eu continuo a dizer que Rambo 4 foi um dos melhores filmes da decada passada, e uma das mais nobres tentativas de trazer verdadeiro cinema educativo para as salas de cinema. Infelizmente, por alguma razao estranha, hoje em dia o pessoal (e atençao que nao é so a “criançada”. O alcance destas coisas vai bem longe nos vinte e tal…) nao acha piada em ver um gajo a despedaçar 100 chinocas genericos com uma metrelhadora fixa, mas gostam de ver vampiros com a febre de Sabado á noite que passariam totalmente despercebidos numa festa qualquer dos anos 70.
    E mais, eu quando, e se, algum dia tiver um filho (ou filha claro), e a criança atingir os seus 10 anos de idade sem ter visto o Commando e alguma porno por iniciativa propria…rais’me parta espeto-lhe logo uma chapada! E ai que alguma vez me peça pra ir pros escuteiros!, que entao aí acho que vai logo é pra adopçao!

    Mas bon, estas coisas sao ciclicas. Pode ser que a proxima geraçao já se normalize…esperemos.

  3. “um andróide eunuco com a carisma de uma sandes de mista.” Não generalizemos, que conheço algumas sandes bem carismáticas! 🙂

  4. Grande Leinad.

    pedro, mete o link do teu post num daqueles blogs de fãs do twilight só para o pessoal se rir. please…

    Gosto também muito da analogia que fizeste com zombies. o preocupante de tudo isto dos vampiros, é que o mito é óptimo cinematograficamente. E mesmo nos últimos tempos houve thirst e let the right one in, coreanos e nórdicos bem originais no tema vampírico. mas este aborto (no cinema e na literatura) é que é fenómeno. foda-se, o harry potter é wittgenstein ao pé disto.

  5. Mitch Buchannon

    April 7, 2010 at 2:53 pm

    Achei este texto genial!Parabéns…adorei a parte “É perfeito porque podemos retirar completamente o sexo do argumento, pois se um zombie decide mandar uma foda cai-lhe a gaita.” xD

  6. Micro-mini-laura

    April 7, 2010 at 4:44 pm

    Concordo com o teu post, na medida em que se refere ao filme, porque se nos referirmos ao livro, a história já não é bem assim.
    O filme em si é, como disseste, “sonso e vazio”, tendo em conta que não é possível, ou pelo menos muito fácil, fazer um filme em que se expressasse todos o pensamentos, ou sentimentos, etc da personagem. Eu própria não gostei do filme, não representa bem a essência da história. Agora se formos para os livros, tendo em conta o tipo de livros que são (e não é de terror, logo nunca haveriam zombies nem muito sangue), até são livros bem profundos, e as personagens não são de todo vazias, (acaba por ser bem deprimente até, em certas passagens). Por isso os adolescentes enlouquecem com o filme, mas não tanto com os livros. O filme produz emoções baratas, de que nos esquecemos 10 minutos depois. Os livros têm partes que muita gente não conseguia compreender, devido à “maturidade” exigida. Afinal, a autora é adulta e mão de três filhos, não é uma miúda de 15 anos qualquer. Mas isto é só a minha opinião, e vale o que vale.

  7. não é por ser fâ de twilight que vou dizer isto, porque sinceramente não aprecio o filme, mas isto chamou a minha atenção.
    gosto de criticar filmes e sei aqueles que prestam e os que não prestam. twilight encontram.se no intermédio da balança. por isso acho este comentário absurdo e desnecessário, não sei se entendes que deverias criticar filmes, e que o fazes com plena consciencia de que o que fazes é correcto, mas devo dizer.te que estás absolutamente enganado quanto à tua capacidade de critica.
    por isso poupa.te destes comentários ridiculos sobre as pessoas/actores/crianças, ou sobre a orientação sexual de cada um. rob patzz é um excelente actor, kristen stewart é uma jovem promissora no mundo da representação, e tu não passas de alguem que não tem a minima noção do que esta a fazer no mundo, senão criticar aqueles que não tem sentido criticar. faz.nos um favor, e quando puderes compra alguns livros e filmes e aprende a ser critico de verdade.

  8. O Filme é muito mau não é ?
    mas vendeu milhoes….e o new moon entao, nem se fala.
    O sr.cara de cu (o dono deste blog) diz muito mal do filme mas nao dá razoes para tal, apenas goza com o filme (ciumes ou inveja,querido?).
    E os livros são óptimos, talvez até melhores que os filmes.
    E diz mal do filme sem o ver.. ahhahh, é a ignorancia (e a merda) em pessoa.
    E quando diz que “pois se um zombie decide mandar uma foda cai-lhe a gaita” acho que estaria a falar de si próprio.
    continuaçao de bom dia .|.

  9. Espero nao estar a abusar, mas a todo o gajedo que adora Twilight e que tao aqui a reclamar, passem no meu blog que eu tambem lá tenho uma excelente opiniao sobre os filmes (inclusive o terceiro a que tive acesso exclusivo) e sobre os livros (que os li todos e analisei individualmente, por escrito) num dos meus posts. É so clicar no meu nick.

    fogo, e esta hein? Acho que o proximo passo logico pra aumentar ainda mais a popularidade feminina num blog é criticar os Tokyo Hotel…tenho que de tratar disso lol.

    Fascinante…as pessoas.

  10. he!he! metes-te com elas e dá nisso. uma vez falei na morte do francisco adam no meu antigo blog e também que queriam mutilar a genitália.

  11. ahahahahahaha as fãs ofendidíssimas… demais…
    impressionante como hoje em dia o sentido de humor é uma coisa cada vez mais rara…

    queridas, ide ler um Drácula de Bram Stoker em vez de Twilights e sucedâneos para saberem o que são bons livros de vampiros, sim?

    pedro, sou a tua fã nr 1, acho as tuas críticas genais!! fui ver semana passada o Crazies. fico à espera de uma crítica tua.

  12. tu deves ter é inveja do twilight nunca li os livros mas amo os filmes. tomara tu ser tão homem como o robert. enão é só para raparigas o meu namorado foi velos conigo e adorou. está mas é calado palhaço pensas que tens piada

  13. A avaliar pela qualidade da escrita nos comentários, temos aqui Saramagos em potência :), e no feminino…

    Meninas… o facto de alguém não ter gostado de um filme merdoso como este(s), ou de actores que não se distinguem uns dos outros pois fazem todos o mesmo tipo de papel de gaija ofendida sem saber para onde se virar, não pode ser considerado um ataque pessoal…

    Façam o contrario… vejam um filme de vampiros que o Crítico presente gosta, e critiquem-no aqui…

    E o Robert não é homem… é vampiro.

  14. …Ou é o lobishomem? tanto faz… são os dois péssimos.

  15. Ao ler a crítica concordei com toda a parte relativa aos jovens de hoje (e confirmou-se ainda mais com os comentários que por aqui apareceram) mas acho que exageraste quanto ao filme.
    Não gostei destes filmes, mas também não acho que merecem o ódio que por aí anda, nem tão pouco o ‘amor’ exagerado que desperta nas pitas e nos putos.

    Se cada individuo no mundo avaliasse com sensatez, a cotação destes filmes no imdb iria provavelmente ser semelhante ao que é agora, mas com uma diferença: tinha os votos de um filme medíocre que é, ao invés dos 1 e 10 dos haters e lovers…

    Quanto aos 2 actores principais… horríveis mesmo e quem diz o contrário devia crescer e/ou ver outras coisas. Principalmente a gaja, vi outro filme com ela, e a personagem era exactamente a mesma…

  16. Ora bem, respostas:

    @arapuk: tudo bem que o é um filme medíocre como tantos filmes medíocres que por aí há, só que veio dar um tratamento ao género de filmes de vampiros que, sinceramente, é desonesto e prejudicial ao futuro deste sub-género.

    @fans moderadas de twilight: obrigado pela sensatez. Eu também vos amo…

    @ Bella: vou usar uma expressão que nunca usei, ou se a usei não me lembro – “LOL!”

    @adolescentes iradas que defendem cegamente o universo e se assanharam aqui nos comentários e para o mail: vamos lá ver se se portam bem senão vou ter que vos apertar o papo. E com “papo” não me estou a referir à garganta…

  17. MitchBochannon

    April 9, 2010 at 10:15 am

    “Quanto aos 2 actores principais… horríveis mesmo e quem diz o contrário devia crescer e/ou ver outras coisas. Principalmente a gaja, vi outro filme com ela, e a personagem era exactamente a mesma…”
    Não estou de acordo com a parte da gaja ter sempre a mesma actuação em filmes diferentes…se viste o “Into the Wild” não deverias dizer isso.Acho que ela é uma boa actriz e obviamente ainda tem um caminho longo a percorrer,mas há de chegar lá.Cumps.

  18. Paulo Ferreira

    April 9, 2010 at 10:59 am

    Bem, eu também nunca me dignei ver esta pirosice e, ao contrário do nosso escriba, não irei ver apenas para poder dizer mal com conhecimento de causa, pois aquilo que já ouvi e ouvi (e esta porcaria está em todo o lado) é-me suficiente para isso.
    A ideia de romantizar em excesso e mesmo de apaneleirar criaturas que supostamente seriam sementes do mal e arautos da destruição é o cúmulo da pirosice. Ainda há dias vi o “Vampires”, do Carpenter (com o James Woods e aquele menos conhecido dos irmãos Baldwin, o gordo), e aquilo sim, mesmo assumidamente chunga e artesanal, é puro entretimento despretensioso e respeita minimamente o legado do Bram Stocker.
    Tenho o secreto desejo que o próprio Vlad Tepes empale esta genteca toda pelos mais inusitados orifícios quando os apanhar do lado de lá. 🙂

  19. eish…. este post vai bater records de comments!
    não demora muito vai estar aqui a pitalhada toda para mandar a barraca abaixo.
    este tal “filme” é uma porcaria, ponto!
    não há volta a dar… e já tive que mamar com o 1º e com o 2º no cinema… o sofrimento… a dor…

  20. ai eu amei… se um dia me cair a pila por causas naturais quero ficar como ele. pego de empurrão, mas tenho estilo.

  21. Ah ah. Não sei o que provocou isto mas obrigado, pedro. Adoro fãs de Twilight. Estupidez acéfala a preceito. Os livros são uma merda, porque são. A tipa é uma mórmon analfabeta e não é à toa que aquilo é tudo virgens ofendidas- Também não é à toa que os fãs de twilight são uma catrefada de pitas que não sabem lidar com as hormonas (suspiram muito quando vêem o outro bronco com cara de lama, todo musculado – sim, esse que faz de “lobisomem”; ou com esta reencarnação do keanu reeves – sim, sim, o robinho patti). E não, aquilo não é “profundo”. E o outro aborto lá para cima que fala de ser “crítico”, a “Joana”, epah, cala-te. O cinema xunga fala do que tem de falar, como tiver de falar. E tu aprende a ler antes de falares de crítica.

    Quando crescerem, se crescerem (creio que twilight pdoe ser bloqueio mental terrível) vão reconhecer que lá porque gostam, não quer dizer que seja bom.

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: