CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

[REC] (2007)

Tempos a tempos somos presenciados com novos obras que nos arrebatam e nos fazem repensar toda a dinâmica do cinema. Este filme não é um desses casos, mas por pouco… [REC] é um exemplo do Hiper-Realismo na estética cinematográfica, uma tendência que pegou no mainstream recentemente e, provavelmente, irá levar este esquema cinematográfico ao limite do absurdo. Mas para já encontra-se no limite do tolerável. E o Hiper-Realismo quando se junta à boa e velha Ultra-Violência e as mãos de um mestre, temos festa na aldeia.

Estéticas à parte, [REC] é um fabuloso filme de terror, capaz de assustar a valer e arrepiar os pelos da espinha a algum incauto que não esteja à espera. Seja um zombie assassino ou a simples queda barulhenta de um isqueiro, há arrepios para dar e vender. O realismo supracitado só serve para ampliar a nossa identificação com aqueles personagens que não podem fazer mais nada além de… bem, além de morrer com todo o aparato que se reconhece a qualquer ataque zombie que se preze.

A narrativa cavalgante vai subindo o tom até ao final negríssimo, sempre pautado por uma funesta claustrofobia, uma sensação de desespero sufocante. Ainda assim não é deprimente, antes pelo contrário, achei bem fresco. Um filme curtinho e ainda bem que o é. O cérebro humano não aguenta muito mais tempo de câmara tremida.

Mais um exemplo de como os espanhóis conseguem contornar pobres orçamentos com criatividade.

5 Comments

  1. Vi este filme no fantas há dois anos e adorei mesmo! Nesse mesmo festival estavam a actriz principal e o realizador. Este nos referiu que a industria norte americana (ultimamente com vontade de fazer versões e cópias de tudo que é bom mas não nacional) tinha feito mais uma vitima (espero que tenham ganho muito dinheirinho com venda dos direitos!)…

  2. Quando olhei de repente pareceu-me o rec 2… essa critica fica para quando?

  3. O REC2 está já na fila de espera para sair aqui.

  4. pedro, no teu lugar não via o rec 2. quando vires [spoiler warning] o dr. cox do scrubs a virar-se para um zombie, a pegar num crucifixo, a dizer “en nombre de patre, fillie et fillio santi” (ou qualquer coisa assim), e o zombie a parar de atacar para começar a falar espanhol, vais ver que foste longe de mais (e tem erros de continuidade e buracos de argumento óbvios, é mais para lucrar do que para…seja o que for que o rec 1 era).

  5. Tarde demais Tio Jay, já vi…

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: