Desde 24 de Junho de 2003

Salt (2010)

Eu sou daqueles tristes que ainda não foi de férias, mesmo estando já o Verão a acabar. Ver entrar e sair gente radiante pelo “merecido descanso”, com aquela tez bronzeada e descontraída, ser obrigado a ouvir as suas soporíferas desventuras de veraneante são coisas que acumulam pressão. O entretenimento que nos chega nestas alturas acaba por ser a última gota, o factor detonador da postura correcta, cívica e cordial. Salt, este filme de merda que hoje arrasto para aqui pelos cabelos, é o reflexo da Silly Season, a personificação da idiotice no mais improvável dos heróis, uma agente do FBI anorética de rabo liso com insuficiente volume hemofílico para manter a consciência depois de um orgasmo, seja ele vaginal, anal, clitoriamente induzido ou à bofetada.

Nunca fui adepto dos filmes de Jason Bourne. Vi o último no cinema numa daquelas idas em que parece haver apenas filmes de gaja e um de porrada, e passados 37 segundos já me tinha esquecido de tudo, excepto das náuseas provocadas pelo trabalho de câmara “na mão”. Os outros dois passavam no Hollywood enquanto eu os ignorava com tarefa mais relevantes como cortar as unhas dos pés ou alisar os pêlos púbicos para poder fazer o risco ao lado. E a ideia que me dá, assim de quem não passa de um leigo Bourne, é que este Salt é uma tentativa de inseminar uma trilogia ao estilo Bourne, mas com uma galdéria com constituição física incapaz de suportar o seu próprio peso, e no entanto parece ser imparável para a batatada. Sejam eles dois polícias de giro ou 3 batalhões de intervenção blindados com suporte aéreo, submarino e espacial…

Escusado será dizer que detestei. Dizer o contrário seria mentir a mim próprio e às pessoas que mais importam, vós, os potenciais aprendizes de talhante que ainda não sentiram a vocação e que perdem tempo em cursos superiores incapazes de vos garantir credenciais para lavar pratos no Chimarrão.

E a todos os haters que vão defender a Angelina Jolie com a famosa frase “Gostava de ver o teu caixote do lixo” só tenho uma coisa a dizer. Amem os vossos animais como amam os vossos irmãos, por trás!

26 Comments

  1. Mitch Kabuza

    Concordo com tudo o que foi dito…mas a melhor parte,foi ver a imagem principal com uma lupa,para ter a certeza de que a Angie estava mesmo a pegar num chouriço de metal!

  2. Pedro Pereira

    Apenas mais um filme de acção com uma gaja esquelética ao leme.

  3. vanda firmino

    (…) ser obrigado a ouvir as suas soporíferas desventuras de veraneante são coisas que acumulam pressão (…) lol , como te compreendo!!

  4. cine31

    Eu gosto dos filmes do Bourne. E não vou adiantar mais senão vai haver porrada!

  5. pedro

    Adianta…

  6. Pedro Pereira

    Eu também gosto do Bourne, mas descansa que não usarei as minhas técnicas ninjutsu contra ti! Tens sorte porque me esqueci das minhas shurikens no bolso das calças que vesti no domingo. Bolas, acho que vão enferrujar!

    Agora sério, Salt fede quando comparado com qualquer um dos filmes da saga Bourne…

  7. Leinad

    Eu gosto bastante dos Bourne. Quanto ao Salt, nao desgostei. Gostei e fiquei surpreendido até com a carnificina (ausente de gore infelizmente) provocada pela Jolie. Até parece que se enganaram e este deveria ter sido o seu desempenho em Wanted…
    De resto ya, a gaja é uma sombra do que já foi. Ainda se lhe encontra alguma piada na cara, sobretudo com o cabelo preto, mas de resto está um completa escanzelada que até mete impressao!

  8. Dark

    De facto, ela fisicamente não está no seu melhor…mas tem uma coisa que jamais poderás negar: ao contrário das outras que se tornam banais e só com grande produção se tornam irresistíveis, esta mulher consegue com o olhar arrasar até tipos como tu… Se fosse só um corpo curvilíneo que fosse motivo de apetite… Ou será que com a idade, os teus gostos não se refinaram, hum?!

  9. pedro

    Amigo(a) Dark, os meus gostos vão-se refinando, mas nada que me aproxime de múmias cadavéricas. Lá lábios tem ela, mas perfurar a mão num osso ao dar-lhe umas palmadas no rabiosque é algo que eu não arriscaria.

  10. Dark

    Falas do que não sabes…A imagem em cinema…ou em televisão pode ser manipulada, tal como é em fotografia. Para quem adquiriu um ‘gadjet’ recentemente, deverias saber isso. Ou seja, de facto, ela não está tão apelativa como o foi em tempos…mas a meu ver tem atributos que não se igualam a mais nenhuma. Um desafio: se souberes dizer-me um outro nome que a possa substituir, de igual modo, em filmes como os que ela tem protagonizado, eu reformulo o que eu disse. Repara: eu disse que r-e-f-o-r-m-u-l-o. Estamos a falar de uma mulher que consegue, em simultâneo, aliar a sensualidade ao erotismo e manter aquele olhar enigmático que desperta tanto interesse. Mais. Consegue estar de igual para igual no universo masculino, sem que seja menosprezada pelas suas ‘capacidades’ e ‘destrezas’. E não, não sou lésbica.
    Quanto às palmadas no rabiosque, no teu conceito, tens uma escala? Medes em função de que? Largura, consistência…?!

  11. Dark

    E vou dizer-te uma coisa…e é um elogio, de certa forma: acho piada à forma como tu ‘conduzes’ este blog e como consegues ter seguidores tão fiéis e tão ‘dóceis’…tipo acólitos…A tua capacidade de persuasão é verdadeiramente surpreendente…

  12. pedro

    @Dark: sim, sou eu e o Charles Manson. Em relação à consistência e largura do rabiosque das palmadas, não sou esquisito. Desde que os ossos da bacia não se desloquem com facilidade, desde que os ossos não me perfurem a palma da mão e desde que caiba com relativa facilidade numa porta. Como vês, bastante tolerante, como em tudo…

    No que diz respeito a sucedâneas de Jolie, já vou tratar disso sobre a forma de post.

  13. Dark

    Bem…mas o Mason sempre consegue apelar a…digamos…certas práticas mais obscuras…o que duvido muito que não encarasses como ‘esquisitices’… Há gostos para tudo, como sabes. E quanto ao seres tolerante, depende do teu conceito de tolerância. És tolerante porque os outros se submetem aos teus ‘caprichos’ e tens piedade? Ou és tolerante porque és…ora…banal?
    E cá ficarei à espera do tal post. É curioso…Eu pensava que precisavas de ‘alinhar’ as ideias para construir um post. Pensava que era inato, algo quase fluído… Requer investigação, certo?!

  14. Dark

    Uma correcção: “…pensava que não precisavas de ‘alinhar’ as ideias….” . Tive mesmo de corrigir, porque poderias não compreender exactamente o que eu pretendia dizer.

  15. Leinad

    @Dark
    http://i52.tinypic.com/2d0c1sz.jpg

  16. Dark

    Caro Leinad,

    A imagem correspondente ao link é alguma ‘réplica’ em relação a algo que eu tenha escrito algures?

  17. Arapuk

    lol o que para aqui vai!
    Vir dizer que há gostos para tudo depois de dizer que alguém não pode negar não resistir a um atributo de uma determinada mulher…
    Haja moral…

  18. Dark

    Moral…essa foi hilária. Não me ocorria tamanha associação…e raciocínio (que devo dizer, pela minha terminologia, já é um elogio) . Mas é engraçado ver a dificuldade de alguns em discernir e em contextualizar (devidamente, entenda-se) o que outros escrevem e dizem… Dificuldade em discernir ou…gozo em tentar…tentar acirrar de alguma forma… Estou a gostar…

  19. Leinad

    @Dark

    Nao, a imagem nao era mais que um simples “No one gives a fuck” com uma imagem pra lhe dar um ar mais fofo e facilmente compreensivel. Falhou o alvo pelos vistos…
    (olha vai mas é mandar vi pró meu blog por favor!)

  20. Dark

    Caro Leinad,

    Fofura e simplicidade em termos de compreensão (entenda-se, conseguir que um neurónio funcione, pelo menos), já eu tinha percebido que eram qualidades do meu ‘caro’ Leinad (este nick, não sei porque, ‘obriga-me’ a tratá-lo com alguma reverência…mas apenas por isso). Só não imaginava que fosse tão explícito… Quanto ao falhar…existia algum alvo?! tststststs… É tão fácil manobrar…E os ‘episódios’ vão continuar…para meu gáudio.

  21. Dark

    E, caro Leinad, é curioso ver a protecção excessiva e quase obsessiva em ‘proteger’ o Pedro de algum comentário menos ‘simpático’ ou menos abonatório…ou de algum hater… É a questão da fofura, não é?!
    É bonito de ver…sim senhor! Deve ser este um bom exemplo da ‘cumplicidade masculina’…

  22. Leinad

    @Dark
    Apenas aqui “defendi” o sitio porque o teu insulto foi (mesmo que nao te desses conta) sobretudo dirigido a quem aqui vem ler e comentar, já que deste a entender que o autor do blog seria algum génio manipulador do mal, e os leitores, consequentemente, minions otários e influenciaveis.

  23. Dark

    Ah ah ah ah! Foi engraçado agora ler a tua resposta.
    Leinad, a conclusão a que chegas era o óbvio…e daí eu ter tido os comentários que tive dirigidos a mim. Foi intencional desde o início. ;o )
    O autor do blog é muito tímido…limita-se a responder de forma quase telegráfica… Mas tinha curiosidade em ver como reagiam os seus ‘seguidores’. Bem, entende agora seguidores como leitores assíduos do blog que gostam de ler os textos ‘desbocados’ do senhor Pedro… Pode ser assim?! ;o )

    N.B. Bem, mas isto não significa que eu não decida, uma vez por outra, abrir as ‘hostilidades’…

  24. Leinad

    Eu nao cheguei agora a nenhuma conclusao. Apenas respondi á tua sugestao anterior de eu ser panilas. Ora se eu sou um paneleiro que gasta 47€ todas as sexta feiras a chupar pilas de estudantes cambiados dos PALOPs, isso é cá comigo e nao terei problema nenhum em admitir.

    E digo-te mais, tu se revelasses a tua identidade, podes crer que eu arranjava pessoal do 31 d’armada pra tir xinar as bentas e infectar a tua familia com sida!

    (Fail! Os teus ultimos coments é só troll-remorse dissimulado. Nunca comeces o que nao consegues acabar lulz)

  25. Dark

    És ‘bipolar’? É só para saber…

  26. Miguel

    Descobri este site à pouco tempo e estou a gostar imenso da escrita, parabéns!
    Ri-me imenso ao ler esta critica ao filme, sem dúvida tirou me qualquer curiosidade de ver este filme da Jolie.

    Keep going!

Leave a Reply

© 2020 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: