Desde 24 de Junho de 2003

O Trans-Xunga – Contrafacção Cinematográfica

contrafaccaoxunga

Quem nunca comprou para o seu filho (ou sobrinho ou criança genérica) o Hercules ou Pocahontas e só depois percebeu que é um clone barato feito algures num país oriental? Quem nunca alugou, comprou ou assistiu a um filme que se parece em tudo com outro que já vimos, mas na realidade é de extremo baixo orçamento e só é distribuído porque vai montado na publicidade que o original fez? Toda a gente… Hoje quero-vos falar do fenómeno da contrafacção cinematográfica. É uma situação que ocorre a cada vez que há um filme ainda em formato teaser, com um ano um mais de pré-publicidade ou hype mediática. Os exemplos que vos trago são Transmorphers, Snakes on a Train e Monster. Não vi nenhum deles, mas penso que o obrigatório trailerzinho do youtube é auto-explicativo.

Transmorphers 2007
A página do wikipedia do realizador deste filme, Leigh Scott, tinha a seguinte linha na sua auto-biografia: “Leigh Scott foi uma vez apanhado pela polícia a fazer um broche a um sem-abrigo”. Verdade ou não, eu acredito. Aliás, mais depressa acreditava que me dissessem que viram um gajo a mamar na piroca de um vagabundo do que me falassem num filme chamado Transmorphers que tem o argumento plagiado de Transformers. Quer dizer, igual não é bem, porque este tem um cheirinho de Terminator. Há que ver o vídeo:

Snakes On a Train
Este é um exemplo de título auto-explicativo. O seu argumento podia ser abortado facilmente puxando o travão de emergência, mas há aqui um mistozinho de Speed que, por alguma razão, não prevê a paragem do comboio. É glorioso xunga de baixo orçamento, formato 4:3 (sim, ainda existe), qualidade de imagem da camaras VHS de 1989 e actrizes e actores que foram rejeitados do porno por falta de sentido artístico/estético. Eu nem o trailer de 2 minutos aguentei, confesso. Se alguém quiser ver, conte-me depois o fim. Ao que parece há uma cobra maior que o comboio…

Monster
Monster é um filme que vem sentado às costas de Cloverfield. Houve um terremoto em Tóquio, mas a descoberta de umas filmagens de uns turistas americanos (sempre americanos) revela que afinal foi um imenso polvo que comeu a cidade. Descaradamente Cloverfield, até no design. O final alternativo é a destruição do monstro e a confecção do maior arroz de polvo da história, que vai bater no Guiness a feijoada na ponte Vasco da Gama.

Se quiserem pesquisar mais, podem ainda ver AVH: Alien Vs. Hunter, o clone de Alien Vs Predador, I Am Omega, um misto de I Am Legend e Omega Man, que na prática foram tirados do mesmo livro. Teen Movie, Scary Movie ou Epic Movie não contam, uma vez que fazem parte da categoria Mockmuster, onde parodiam deliberadamente filmes famosos. São igualmente ultra-xunga, mas de outra estirpe.

3 Comments

  1. Graça

    Estes Asylum são piores que os ciganos da feira de Carcavelos!

  2. Tio Jay

    Eventually, and inexplicably, aside from a brief plot device which states that she cannot merely eat the snakes to restore them to her body, she transforms into a gigantic snake herself and proceeds to swallow the train whole. -> segundo o wikipedia

  3. Pedro Pereira

    Que medo… arghhhh!

Leave a Reply

© 2021 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: