CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

Slumdog Millionaire (2008)

slumdog

Esteve quase a ir directamente para DVD quando um executivo de Hollywood pegou nele e no potencial “indice de desgraçadinho” e o conduziu qual tanque de guerra pelas sangrentas batalhas das galas de prémios. Acabou por ganhar quase tudo por onde passou, re-catapultando Danny Boyle para a área visível do espectro cinematográfico. Cidade de Deus indiano com sabor a caril e Oscar é como o marketing o está a servir nas florestas de multiplexes por esse mundo fora. Será Slumdog Millionaire um fenómeno cinematográfico capaz de nos fazer reavaliar o conceito de cinema?

A resposta é, obviamente, não!…  Apesar do seu “sabor exótico” vive de uma estrutura narrativa decepcionante e altamente previsível. Depressa nos apercebemos que o foco é o voyerismo dos bairros de lata e não uma história de amor. Os personagens principais são bidimensionais e não percebemos muito bem o porquê daquele amor desenfreado e aquela necessidade de estarem juntos para a eternidade. O choque do pesadelo de miséria indiano acaba por se sobrepor enquanto linguagem desonesta de cinema.

Tecnicamente é um filme exemplar, e outra coisa não seria de esperar de Danny Boyle que sempre nos habituou a pequenos regalos ao olho nos seus filmes. No entanto, os tilts constantes de câmara provocarem uma náusea ocasional. Fotografia perfeita em tons indianos, apesar de eu nunca lá ter ido.Contrariamente a alguns erróneos relatos blogosféricos, não é um filme de Bollywood. É um filme ocidental rodado na India. Basta ver que é quase todo em inglês com ocasionais partes em indiano.

Valeu os Oscares que ganhou? Não tenho autoridade para decidir uma questão dessa profundidade porque não sou fã dos Oscares e nunca na minha vida vi justiça ser feita nessas palhaçadas. Para defender o meu ponto de vista apenas preciso de dizer uma palavra: Titanic… Alías, nem Oscars, nem Goyas, nem Cesares nem o c*r@lho que os f0d@. Toda a gente que alguma vez participou num concurso que envolva subjectividade sabe perfeitamente que as panelinhas já para lá vão cozinhadas e os critérios nunca são artísticos. Ou é cunhas ou dinheiro… E broche, muito broche.

Mas não se deixem enganar por este discurso desmoralizador. Eu até gostei do filme enquanto obra standalone, só que mais uma vez não fez juz ao hype que o precedeu.  Apenas não gostei da orientação geral do filme e do final à “Rocky Balboa”. A música é boa!

Nota: Da secção Crítica desinspirada para uma Segunda-Feira preguiçosa.

7 Comments

  1. como é q é possivel nao gostares deste filme’? eu irrita-me pessoas como tu q é sempre do contra. eu adorei. já viste os oscares q ele ganhou? até parece q fazias melhor.

  2. Olha outra!…

  3. este filme a mim não aqueceu nem arrefeceu… sinceramente até achei o benjamim um pouco mais interessante, mas mesmo assim nada de especial…

  4. ahahah. quero um hate comment da Silvia também!

    on-topic: tu também, pah? O filme é giro, deixa de ser mau feitio. Antes este hype do que titaniques e coisas parecidas

  5. Dermot, esta Sílvia até é light. Se fores ali mais a baixo, há um gang de defensores de Shyamalan a fazer Jihad contra mim e se soubessem onde moro, já tinha me tinham posto fogo à casa. Há também uma gaja que me escreve 1 vez por semana a apontar os meus erros ortográficos e gramaticais e depois chama-me porco javardo machista, que tenho a mania que sou bom e lhe meto nojo. Mas o que essa quer sei eu! 😉

  6. anti-provincianismo

    March 30, 2009 at 4:59 pm

    vi este filme este fim de semana…GANHEI CORAGEM e saquei a porra do filme para ver isto, nunca me senti atraido pelo titulo nem pelo q já imaginava q vinha com ele, mas…tanto se falou deste filme q resolvi ver e…é uma boa merda, mais um filme para prender uns otarios devoradores de pipocas, completamente previsivel e extremamente voltado para encher os olhos aos otarios q o vão ver…com a historia d sempre,nascem num bairro de merda e são fudidos desde sempre devido a sociedade de merda q os rodeia,depois amor, traição,e ele fica rico e consegue depois a mulher q tanto andou atras…na vida real ele arrependia-se logo…tal era o putedo atras dele depois dele ganhar aquela pipa de massa…mas pronto os media la conseguiram levar mais uns otarios a pagar uns bilhetes para ver esta obra prima da treta…

  7. como é possível não teres gostado desta merda? por falar em oscares, ainda tenho a güínet paltrou atravessada no rêgo… aquilo custou…

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: