CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

100 Volta – A Mossad em Ovar

100volta

Vai estrear no próximo dia 19 um filme português de acção quase completamente amador e só agora é que descobri?

Zé Galinha, agente federal undercover, investiga Aduzer, um dos grandes chefes do crime organizado mundial. Ao aceitar uma encomenda de 32 carros,com destino ao Brasil e Israel, Zé galinha começa a perder a noção dos padrões estabelecidos pela lei. No meio da investigação, Zé Galinha rouba acidentalmente o carro do chefe da máfia russa, Dimitri Kruchev, com um programa de acesso à rede informática mundial, no seu interior. Sousa e Meireles, agentes da Polícia Judiciária, investigam os russos,e envolvem-se todos em perseguições de carros a alta velocidade, num jogo perigoso e frenético.

Fernando Rocha, Rosa Bella, João Rodrigues e Pedro Alves mais conhecidos como Quim Roscas e Zeca Estacionâncio são os actores principais. Não sei muito sobre este filme, mas um primeiro visionamento ao trailer e ao site levam-me a concluir uma estratégia de marketing mais virada para aceleras, bacanos do tunning e uma vasta gama de azeiteiros. Será?

Eu sou um grande apoiante do cinema português, mas de forma passiva. Da da última vez que me meti a apoiar um filme publicamente levei uma banhada de todo o tamanho. Foi o Sorte Nula do Fernando Fragata em 2004. Além do filme ter sido uma bela merda, o gajo ainda me chateou a cabeça porque o meu site chama-se Cinema Xunga e dava mau aspecto. Depois ainda lhe fiz uma entrevista que entretanto desapareceu num format do servidor onde tinha alojado o site na altura. Abençoado format

Site Oficial

7 Comments

  1. mas isto vai mesmo passar pelo cinema?
    ja vi filmes de nerds americanos com orçamentos bem mais altos que isto a ir direitos pa dvd…

  2. Desconhecia o facto do Fernando Fragata te ter chateado por causa do nome do site. Espero que o tenhas mandado dar uma curva. 😛

    Também desconhecia este filme. Mas a minha pergunta é: isto vai mesmo estrear nos cinemas?

    Abraço.

  3. Laranjada Ovarense

    March 11, 2009 at 1:24 pm

    Para gajo que “Não consig[ue] resistir a um filme com zombies, gajas e um ponto de exclamação no título…” estamos muito selectivos …
    Porque quem não tem sentido de humor para perceber a do “Zé Galinha, agente federal undercover” só está bem a director da Cinemateca Nacional.
    E fico à espera de ver o teu filmezinho com estreia nacional.
    Cumprimentos,

  4. anti-provincianismo

    March 15, 2009 at 4:51 pm

    Pois…o pessoal de Ovar infelizmente não se sabe calar mesmo quando o q defendem não passa de merda cinematográfica (tal como esse colega o azeitada, perdão, laranjada ovarense..o nome diz tudo ..fico aguardar uma chuva de insultos e baixeza própria de quem defende o pessoal amigo e da terra” mesmo q tenham matado alguém “ em vez da razão) com meia dúzia de parolos q se acham populares lá pelo meio rural de Ovar..num mundo de ignorantes é uma loucura ser sensato..
    Já vi um filme bem mais interessante de venceu o prémio de MELHOR ARGUMENTO na edição 2008 do Festival de Vídeo de Ovar que terminou no dia 14 de Dezembro 08 q não teve nem um ¼ da atenção O filme “Procura-se Amigo”, de Vítor Moreira com o Rui Silva no principal papel ainda q seja um tipo de filme completamente diferente.
    Eu infelizmente conheci e conheço muita gente em Ovar (e muitos dos q participam neste filme alguns ate q são uns gajos porreiros) q se enquadra bastante vem na discrição q fiz acima..
    Infelizmente não posso dar uma opinião completa sobre o filme pois apesar de ter sido convidado para a ante -estreia do filme resolvi dar melhor uso ao meu tempo e fiquei em casa a olhar para o tecto, a contar os carros cor-de-rosa q passam a minha porta, e a tentar tirar carrapatos do cú.
    Talvez por isso não consiga ser completamente isento na minha opinião…mas pelo menos não deixo q a ruralidade próxima influencie a minha opinião sobre o filme q esta prestes a estrear aliás, como vivo bastante próximo fui ouvindo alguns rumores deste filme amador q se prepara para estrear no cinema português…e apesar de a minha opinião ser de q não passa de uma imitação muito foleira do filme (Gone in Sixty Seconds) 60 segundos com Nicolas Cage no principal papel…acho q por aqui fui o único com capacidade para ver isto (a distancia ainda q escassa faz milagres).
    Na minha opinião a única coisa realmente positiva foi a persistência do Daniel (o principal actor e o faz tudo na edição do filme, não esperava tanto dele e por isso aqui ficam os meus parabéns pela sua persistência e luta em levar o filme ate as salas de cinema…
    Mas como é natural a q ser realista e deixar o problema dos portugueses de lado (a clubisse nem q estejam sempre a perder como o benfica a culpa é sempre dos outros) e dizer a coisas como elas são, devem se fazer uma porrada de filmes como estes por Portugal fora todos os anos, mas devido a terem alguns contactos criados pela profissão de alguns dos intervenientes no filme e como foi feito num meio em q ate dar um peido desde q seja por um gajo de Ovar é um feito para ficar na historia e como se dizia na gíria aqui a uns anos é um espectáculo.
    Parece q falta clareza a esta gente para dizer q não passa de um filme q se ajusta de forma mais q digna ao nome do teu blog.
    No fundo ate q espero estar enganado pois ate ficava contente se realmente o filme fosse algo de verdadeiramente bom e positivo.
    Mas no cinema português o q interessa são gajas nuas e não bons argumentos e ou bons diálogos como o Filme da Treta.

  5. Confirma-se ser um filme para azeiteiros?

  6. epah… no outro dia apanhei-me com uma ressaca à moda antiga e a ver a tvi, ou a sic, ou lá o que era… e tenho impressão de ter visto um reclame deste filme no intervalo de um daqueles programas da avózinha que passam de manhã…
    até direito a publicidade ele já tem?

  7. anti-provincianismo

    March 20, 2009 at 11:09 am

    Pedro { 03.17.09 at 3:20 pm }

    Confirma-se ser um filme para azeiteiros?

    Pedro axo q a resposta esta aqui..num site de e para azeiteiros..
    Há e adoro a relevância q dão ao facto de se ter bebido umas minis quais queres…se fossem superbock normais não enchiam mesas e não impressionava tanto as gajas..adoro estes gajos q para se armarem para as gajas bebem minis e não cervejas e depois dão a desculpa..é pá se beber uma cerveja das normais a cerveja fica quente…bebam mais rápido seus otários..

    http://www.tuning.online.pt/forum/100-volta-gone-sixty-seconds-t75362.html?s=af1ff5c62b5fdde6614e937831955825&
    – Em rodagem beberam-se 2163 minis.

    – Comeram-se 430 pizzas.

    – Gastaram-se 1465 litros de combustível.

    – Gravaram-se 4740 minutos de cassete.

    – O Zé Galinha é: Realizador, Produtor Executivo, Director de Fotografia, Editor de Som, Editor de Imagem, Duplo nas cenas dos carros, Operador de Câmara e soldador de serviço.

    – O Capotamento foi feito sem rollbar, sem cinto e de t-shirt.

    Outra curiosidade espectacular sem duvida algo digno de um super-homem..só da para rir…

    – As vozes de todos os telefonemas, do Tupav, do Yorgi e do Aleksey Petrov foram dobradas por Alexandre Monteiro.

    – O carro de filmagens era um Porsche Boxter.

    – Foi a primeira participação de Adruzilo Lopes

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: