Desde 24 de Junho de 2003

The Happening (2008)

The Happening (2008)

Sai hoje dos cuidados intensivos Fernando, um gajo conhecido por ter realizado uma curta metragem chamada “Salsa Negra”, em que Pauliteiros de Miranda dançam a Marcha Imperial ao lado do Nicolau Breyner que está sentado numa pedra, junto ao rio Zêzere, a depenar frangos vestindo uma t-shirt de licra do Hard Rock Cafe de Souselas e um capacete de clone trooper, sem calças. Mas não foi isso que o levou ao hospital. Ele é também o gajo que me aconselhou o filme The Happening de M. Night Shyamalan.

Mas também não foi por isso que foi internado. Teve um acidente numa Scotter eléctrica. Tentava subir uma estrada íngreme quando uma falta de potência do pequeno motor o fez desequilibrar para uns arbustos, silvas, urtigas, um formigueiro e um ninho de vespas selvagens que estavam em época de acasalamento. Felizmente sobreviveu porque apesar de ser alérgico a picadelas de abelhas e vespas, o ataque foi concentrado apenas na zona testicular. São coisas que acontecem.

The Happening foi o filme de Shyamalan para 2008. Antes de estrear dizia-se que seria a sua derradeira tentativa de recuperar a credibilidade e o estatuto que perdeu devido à sequência infindável de declínio criativo dos filmes que tem realizado desde o Sexto Sentido. O que as pessoas não sabem na realidade é que Shyamalan sempre foi um grande farsolas que teve sorte no primeiro filme mais comercial e que tem vindo a viver dos lucros desde então.

A sua estratégia ultimamente tem passado por misturar iconografia série B com as desventuras disfuncionais do drama familiar, vertente “o amor tudo resolve“. Apesar de ter piada à primeira vez, deixa de ter interesse ao fim de 10 anos de bater sempre na mesma tecla. O público gosta de idiotices acéfalas, é verdade, mas de uma vasta e alargada gama de idiotices acéfalas dos vários quadrantes da estupidez hollywoodiana.

Desta vez a mãe natureza juntou forças para nos exterminar através de suicídios em massa. As únicas pessoas que se safam são famílias disfuncionais e casais a atravessar problemas conjugais. Apesar dos 15 minutos iniciais prometerem, rapidamente somos enviados para uma longa sequência corridas na mata sem sentido nenhum e conclusões idiotas. Com um realizador decente e um guião despretensioso poder-se-ia fazer um bom filme de terror. Assim o que temos é uma maneira que Hollywood arranjou de exterminar a raça humana através do suicídio em massa de todos os que vêem este filme.

19 Comments

  1. Ricardo Vieira

    O pior filme do Shyamalan. Apesar de tudo consegue ter bons pormenores.

  2. Filipe Machado

    🙂 O pior filme do ano…

    Participe na sondagem “Melhor James Bond com Roger Moore” até ao dia 12 de Março 2009, em http://additionalcamera.blogspot.com. Só faltam 15 dias!!

  3. Bruno

    Foi à conta do trailer que num fim de semana sem nada que fazer me inclinei mais para o The Happening… enfim… era melhor ter ficado em casa…

  4. pedro

    Olá Filipe. Já votei no “Melhor James Bond com Roger Moore”. Moonraker, sem dúvida! 😉

  5. pedro

    Sim, o trailer era bom! O que ainda fez doer mais a facada nas costas.

  6. Gforce

    Quem não percebeu a Vila é porque é mesmo idiota acéfalo!!! Um dos melhores filmes dele e bem melhor que o sexto sentido!!!! Mas é necessário pensar e isso deve ser chato para ti! Tenho pena

  7. pedro

    GForce, acefalia é não ter percebido o final do The Village antes do intervalo. Ou “A Vila” como costuma dizer a malta do interior. Se tivesse saído antes do “Sexto Sentido” talvez as pessoas ficassem agradavelmente surpreendidas, assim é mais um filme do género “C’mon let’s twist again like we did last summer“.

  8. Bruno

    O The Village não é assim tão mau, mas é pior que o Signs e melhor que o Laddy in the Water…

  9. X-COM

    A Vila não vive do twist para se manter como filme, mas o 6º sentido sim! A Vila é um grande filme e disso não há dúvida, apenas para ti parece haver!!!!

  10. pedro

    Raios partam, hoje estão todos para embirrar com “The Village”. Em primeiro lugar não são 1, são 2 twists. E sim, eles conduzem a narrativa. As coisas belas do filme não trazem ar fresco ao desenrolar da história, só beleza e mestria. Depois eu não disse que detestei “The Village”. Apenas disse que não achei nada de especial. E não somos todos obrigados a gostar das mesmas coisas. Eu não vos chamo papalvos por gostarem de um filme de merda. Dá-me ideia que isto é sempre o mesmo gajo a embirrar com nomes diferentes. Confessa lá, ó X-COM…

  11. Gus

    The Village foi muito bom, mas eu pelo menos respeito quem não apreciou! O X-Com devia fazer o mesmo, e já agora o Pedro também!!!!! Porque não chamas papalvos às pessoas mas chamas de filmes de merda!!!!! Filme de merda é o Slumdog por exemplo pelo seu início que lida literalmente com merda!!! LOL Para mim, um bom filme vai muito além do gosto pessoal e “A Vila” têm uma excelente fotografia, um bom argumento, uma realização acima da média, excelentes actores… Por isso tem mais coisas acima da média que muitos filmes que andam para aí, como pode ser um filme de merda???? Para isso chegam-nos os críticos do “Público” que usam e abusam do chamado gosto pessoal que já agora parece-me ser péssimo, uma vez que correm tudo a bolas pretas, nem sei para que vão ao cinema sofrer coitados!!! Para se ser crítico deveria ser necessário ter conhecimentos em todas aquelas áreas técnicas que são premiadas nos óscares e que a maioria muda de canal!!!! Um filme faz-se da soma de todas as partes e não só do gosto pessoal!!! Eu posso detestar pessoalmente um determinado filme mas admitir que é excelente em algumas áreas, o que nunca daria para lhe atribuir a nota mínima.

  12. pedro

    Bom, meus amigos, para não me repetir vou colocar o link do que disse acerca do filme no antigo CinemaXunga.

    Na altura nem fui eu que fiz a crítica, foi uma “colaborado externa” da altura, a Dina. Eu meti um comentário à laia de narigudo com algumas considerações adicionais.

    O que me irrita nem é o filme, é o fundamentalismo de quem vem para aqui dizer “Ó palhaço, se não gostas deste filme és acéfalo”. Sem um explicação, um argumento ou um pingo de sentido de humor. Eu respeito pessoas que gostam de filmes que me não senti afinidade, mas tenho todo o direito de dizer que o filme é um filme de merda, porque esta é a minha opinião acerca dele. Apesar de estar a detestar cada vez mais o The Village por causa desta repentina Jihad Shyamalaniada. Foda-se, o caso é tão grave que já sei escrever Shyamalan sem precisar do google nem o IMDB…

  13. Bruno

    jasux… vai paqui uma novela mexicana…

  14. Peter Gunn

    Então vamos lá ao que interessa:

    Primeiro – O 6º Sentido é um excelente filme e uma lufada de ar fresco no cinema de suspense norte americano.

    Segundo – A Vila é um bom filme, mas sem dúvida que fica atrás dos Sinais e principalmente do Protegido (esse sim, o melhor filme para mim do Night).

    Terceiro – Que raio de ideia é que deu nalgumas bestas para virem para aqui mandar vir com quem gosta ou não gosta de um filme? Se não gostam não vejam, se gostam então comprem ou aluguem ou roubem, agora não obriguem é os outros a gostar!

    Quarto – Ainda não vi este “Acontecimento” mas um dia destes dá na SIC e depois logo se vê… ou não!

    Força Pedro que continuas no bom caminho =)

  15. Gus

    Bem 1º “Sem um explicação, um argumento ou um pingo de sentido de humor” é coisa que eu não fiz, dei uma explicação (apesar de não gostares dela) e parece-me que tu é que és anti-shyamalan. 2º teve humor eheh (Filme de merda é o Slumdog por exemplo pelo seu início que lida literalmente com merda!!!”), apesar de não gostares do tipo de humor! 3º ” público gosta de idiotices acéfalas, é verdade, mas de uma vasta e alargada gama de idiotices acéfalas dos vários quadrantes da estupidez hollywoodiana”, quem chama acéfalo a quem???? vais dizer que não chamas acéfalas às pessoas que gostaram mas sim ao filme, bem para meio entendedor…4º quem disse que era o melhor dele, apenas disse que era um excelente filme (não gostas de ouvir isto já sei) 5º para o peter gunn, lendo o que escrevi e lendo o que todos os outros escreveram não parece haver qq indício a obrigar a que outros gostem do filme, podem detestá-lo que para mim não me faz diferença apenas critico a maneira como foi escrita a critica, que basta ter um pouco de inteligência e ver que chama acéfala a quem gosta do filme, que chama o filme de merda (que pode fazê-lo mas com as razões que indicou parecem-me bastante vazias, tal como os críticos do público) 6º Peter Gunn não será também o Pedro para dar força ao que quer provar?????

  16. Gus

    Peço desculpa afinal Gforce chamou de acéfalo às pessoas!!!! Mas só quem não entendeu o filme!!!! Entendeste certo?

  17. pedro

    Sim, sim. Sou o Peter Gunn e sou também o Gus e o Gforce e o outro caralho logo no início. Porque para criar um alter-ego para me apoiar tenho também que criar outro(s) alter-egos para me criticarem. Meus amigos de língua afiada, eu encerrei este assunto. Se quiserem continuar a chafurdar na merda (hehe, merda, que giro, rir!) é convosco.

  18. Peter Gunn

    Bem… como ainda não tive oportunidade de me defender (há pessoas que têm vida para além da net…) aqui ficam duas ligeiras mas sentidas palavras: Fuck you!

  19. castor

    quero mais chafurdanço… venham lá falar mal do pedro…

Leave a Reply

© 2021 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: