CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

Scott Pilgrim vs. the World (2010)

Correio dos leitores: Querido cinemaxunga, há uns tempos o meu marido pediu para lhe meter o dedo no ânus enquanto fazíamos amor e ele disse nunca ter tido um orgasmo tão intenso como nesse dia. Passados um dias pediu-me para ser mais audaz e uma coisa levou a outra e a semana passada os vizinhos chamaram a policia e levaram-nos o casal de contorcionistas vietnamitas especializados em casais, um anão malabarista, um touro mecânico de marca Virix com as extensões Falix 2 e GigaFalus, um conjunto de buttplugs com crina de cavalo em forma de monumentos nacionais e um pé de borracha com meia perna  (modelo realista Cristiano Ronaldo com 3 modos de vibração). Tivemos que passar a noite na prisão, coisa que não nos teria incomodado não fosse uma corrente de ar incómoda e persistente. Percebemos na altura que deviamos ter comprado os fatos em cabedal e em vez de PVC que deixa passar o frio. Tivesse trazido a chave das algemas e poderia ter ajudado o meu marido que se viu impedido de protestar devido a um bocal de bola asfixiante (com ventilação assistida, obrigatório pelas leis da UE) e coleira com trela que os polícias insistiram que mantivesse para as fotos. A minha dúvida é: vale a pena ir ver o Scott Pilgrim ao cinema? Ou devo esperar por um dengoso domingo à tarde na TVI?

Cara leitora, em primeiro lugar deixe lhe diga que não sou a pessoa indicada para a aconselhar neste campo, uma vez que não sou grande adepto de filmes com Michael Cera. Aliás, prefiro levar pontapés nas costelas a assistir filmes deste actor e não sou adepto de práticas sado-masoquista como vossa excelência. Não que eu despreze tal actividade, apenas nunca adquiri gosto pelas práticas, mesmo depois de várias tentativas que culminaram numa pelada púbica por combustão acidental.

Mas sendo eu adepto de bandas desenhadas pensei ser capaz de apreciar o filme com em toda a sua magnificência, apenas para perceber que na realidade sou mais velho do que penso porque já não acho piadas a filmes que façam demasiadas referências a videojogos ou ao Dragon Ball.

Achei portanto o filme sensaborão e obsceno para os sentidos e tive realmente pena que o pequeno Scott Pilgrim não tivesse morrido prematuramente no decorrer da sua demanda. Senti muito mais empatia pelos 7 namorados maléficos, nomeadamente a lésbica que me provocou um ligeiro formigueiro no baixo ventre. Posso mesmo afirmar que o excesso de efeitos especiais e a falta de respeito pelas mais elementares leis da física me fizeram sentir um pouco mais queimado por dentro.

Mas se insiste em achar que é jovem e que o estilo de vida de fortes influências de um japão metropolitano e palpitar de mangas e piscadelas de olho recorrentes a hentai, então faça o favor de assistir a esta película mas não me venha depois foder o juízo que foi uma perda de tempo. Vaca!

PS: Apreciei as omnipresentes referências a Smashing Pumpkins, que Deus os tenha…

9 Comments

  1. Não vi o filme mas pelo que eu tinha ouvido falar parecia-me que este acabaria por ser um dos favoritos do cinemaxunga. É bom ver que demasiada masturbação geekesta ainda te consegue provocar algum enjoo.

  2. Ena pah… Qual é a morada electrónico para eu também poder enviar as minhas perguntas para a secção do correio do leitor?
    Tenho umas dúvidas de teor masoquista e estou a ver que estás dentro desse assunto.
    eheheh
    Quanto ao filme, não o conhecia… e muito menos sabia que veio de uma BD
    Porque é que não meteste ai o trailer como fizeste no post anterior?

  3. Who cares pelas Leis da Física?! Elas estão mesmo ai para ser quebradas!

  4. A avaliar pela resposta que dás, foi muita ‘areiazinha’ para o teu ‘camião’, certo?! Ok… Descrever é uma coisa, mas apreciar…
    Quem diria que tens uma mente tão retrógada…isto a julgar por posts anteriores e pelo seu teor…

    P.S. Está comprovado que um site de aconselhamento, tipo versão revista ‘Maria’, não era o melhor ‘investimento’ para ti…Em pouco tempo, deixarias de ter ‘clientes’, logo, lucro!

  5. Deus sabe que aprecio e sempre apreciarei os teus devaneios chunga, mas este texto é realmente um ponto baixo na tua já considerável história como cinéfilo/humorista. Não dizes praticamente nada, e todas essas críticas (Michael Cera, leis da física, demasiadas referências, pseudo-hipsters a espumarem-se pelo filme) já foram feitas, e não trazem nada de novo. Acho que seria muito mais interessante avaliar o filme como filme, pelo que ele é e por aquilo que faz dele uma criação à parte. Mas pronto, eu estava no Estoril duas horas antes para o ver. Não devia sequer ter direito a pronunciar-me aqui.

  6. Pedro, depois de tanto tempo a apareceres por aqui já devias ter percebido que eu não sou um crítico de cinema. Nem agora nem nunca. Sou um gajo que tem como hobby vir ocasionalmente aqui falar sobre filmes e exorcizar os demónios de um dia trabalho raramente compensador. E minha palavra vale o que vale. O que eu não compreendo é o fanatisto fanboy. Gostei do Kickass e fartei-me de levar murros na cabeça de malta que dizia que era um delirio pueril e blá blá. Tudo bem, as pessoas têm direito às suas opiniões e eu não faço disto cavalo de batalha. Fico até agradado por haver multiplicidade de opiniões numa época em que os média nos forçam um único ponto de vista Orwelliano. Vês um filme e gostas, porreiro, não gostas, move on…

  7. Boa resposta 🙂

  8. Cirúrgico…Bolas, que crítica (entenda-se construtiva e demolidora o suficiente para te ter obrigado a assumir uma postura desculpabilizadora e algo apaziguadora) por parte de uns dos teus ‘interlocutores’… Quem diria que te veria aqui nesse papel…Era uma faceta que aqui ainda não tinha visto. ;o)

  9. O filme é clara e violentamente direccionado para um publico MUITO especifico. Percebo perfeitamente (e nao tento sequer discutir ou argumentar) que muita gente nao se sinta particularmente tocado por ele e por isso nao goste.
    Eu adorei (tal como escrevi no meu blogas), mas lá está, eu sou exactamente o tipo de pessoa para quem este filme foi feito (isso ás tantas até me deveria deixar preocupado). Suponho que se visse algo direccionado exclusivamente para os amantes das colecçoes de selos, talvez eu tambem nao acharia grande interesse…

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: