CinemaXunga

Desde 24 de Junho de 2003

Comédias –Top 10 [part un]

top10-comedias

Em primeiro lugar devo fazer um pequeno reparo antes de começar aa escrever este post que gozará certamente de grande popularidade a título póstumo assim que a Internet seja descoberta em 2587 nos destroços da Terra por historiadores do planeta Keppler 22 ou Fomalhaut b (quem chegar primeiro): este top não é uma verdade absoluta suprema a aplicar como norma, é o meu top. Na realidade nem sequer é o meu top real, uma vez que amanhã ou para a semana já tenho outras escolhas e até neste preciso momento existem filmes que gosto mais mas que não me lembro porque estou a ficar com o cérebro todo carcomido da velhice e de abusos de outrora. São pequenos malefícios que se teriam evitado se tivesse feito sempre o que a minha mãezinha me disse. Comecemos que se faz tarde.

10 – Les visiteurs (1993)

visiteurs-1993-07-g (Custom)

Não é certamente um título expectável neste tipo de listas, mas é um que me ficou cravado no imaginário desde o dia em que o vi, numa chuvosa tarde de Inverno da RTP2. Uma típico exemplar do esquema “peixe fora de água”, neste caso dois ilustres cidadãos da idade média (ou um cidadão e meio aos standards da época), que acidentalmente viajam para a nossa realidade. Uma das cenas que mais me marcou foi a dificuldade que eles tiveram em respirar nos primeiros minutos do séc. XX. É verdade que os franceses fazem bom cinema, mas o sentido de humor não é o seu forte. Diria que seriam acérrimos consumidores dos “Malucos do Riso”. Esta é uma obra contra corrente na cinematografia cómica gaulesa porque tem efectivamente piada.

9 – Monty Python and the Holy Grail (1975)

monty-python-and-the-holy-grail-original1 (Custom)

Antes que arqueiem as vossas sobrancelhas e deixem cair o cachimbo de estupefacção, quero dizer que este título só está em nono lugar para evitar (SPOILER ALERT) aglomeração Monty Pythoniana no início do top. Podem, portanto, arrumar as vossas forquilhas e archotes nas devidas embalagens para que possam estar devidamente acondicionadas aquando da necessidade de um linchamento devidamente justificado.

Nem vale a pena explicar a razão deste filme ser um dos melhores filmes cómicos de sempre. Será mesmo um dos melhores filmes de sempre. Os genialidade dos sketches que o compõem irão  ressoar até ao final dos tempos. Vejamos alguns exemplos: The Knights who say Ni, o verdadeiro Dark Knight (it’s but a scratch), coelhinho assassino, Bullies franceses, côcos migratórios, segmento da peste negra (bring out your dead / not dead yet), modelo de avaliação de bruxas, e podia ficar aqui o resto do dia. Se não conhecem deviam ter vergonha.

8 – Duologia Ace Ventura

ace

Sempre meti os filmes do Ace Ventura nos tops de guilty pleasures, mas neste momento vou mover esta escolha para a lista de melhores comédias. Nem sequer é algo difícil de perceber, uma vez que este é o terreno de Jim Carrey, é o terreno onde se percebe a sua genialidade enquanto actor. O problema de Jim Carrey é o mesmo problema de todos os actores de comédia que ficam com demasiado sucesso. Chegam a uma altura em que acham ser grandes demais para a comédia e tentam o crossover para terrenos que lhes tragam mais prestígio, onde possam almejar ao todo-poderoso Oscar e áquilo que todos queremos, a aprovação dos nossos pares. É nobre, no entanto cria a ideia de que a comédia não é um género cinematográfico que se deva levar a sério, que é menor que é para os pobres de espírito. Isso acontece em várias áreas, não apenas no cinema.

Se alguém ousar questionar esta minha alegação, tenho apenas que contra argumentar com a pergunta “” Ó meu paneleiro, conheces alguém que conseguisse fazer este personagem funcionar sem ser o Jim Carrey? “ e após vários minutos de silêncio desconfortável sairia da discussão a ouvir mentalmente o tema do série Hawai Five-O (original) e a piscar o olho a uma câmara imaginária.

7 – Blues Brothers (1980)

bluesbrothers2

Os falsos irmãos Blues saem da prisão e precisam de reunir a sua antiga banda para angariar fundos para salvar o lar católico onde foram criados. Desde o mais nobre dos ideais à mais caótica amálgama de betão, metal e ossos são dez minutos e daí em frente a evolução destrutiva é exponencial. Intercalado com momentos de puro funk, esta comédia intemporal é genialmente urdida com um sentido de humor único, inovador para a época. Numa altura em que as comédias eram obrigatoriamente expansivas e rodeadas de um alarido circense, Blues Brothers viviam de um humor recatado muito fruto do efeito secundário das reacções às absurdas opções dos protagonistas. Um espelho do próprio John Belushi e do seu inconfundível estilo. O mesmo estilo que e as mesmas opções de vida que o conduziram à morte.

A última versão que vi foi o DVD super artilhado da Criterium que faz justiça a esta obra. John Landis em grande, Dan Aykroyd magro e John Belushi vivo. Enfim, um mundo diferente do que vivemos hoje.

6 – The Royal Tenenbaums (2001)

The Royal Tenenbaums (Custom)

Além de ser um dos melhores filmes de todos os tempos, The Royal Tenenbaums é também uma das melhores comédias existentes à face desta Terra. O meu amor pela obra de Wes Anderson é público e este filme é uma bela porta de entrada para aqueles que ainda não conhecem a obra deste realizador, que entre as pessoas que gostam de cinema devem ser 4 ou 5 a nível mundial. As mais bizarras formas que o amor tem de se manifestar ao se adaptar a toda uma gama de disfuncionalidades familiares. Além disso é o único filme com Ben Stiller que não provoca o abundante vómito involuntário.

O resto fica para amanhã ou lá mais para a frente. Se não houver resto certamente que não será um problema. Nunca ninguém culpou a sua miséria ou má sorte porque o cinemaxunga se esqueceu de um post.

2 Comments

  1. “É verdade que os franceses fazem bom cinema, mas o sentido de humor não é o seu forte”. Estás a ser mauzinho. Creio que há bons filmes de comédia made in França. Já viste a trilogia “La 7eme Compagnie”, por exemplo? Outro que recomendo é a adaptação cinematográfica de “Jantar de Idiotas”.

  2. Epá, revejo-me nas escolhas de Les Visiteurs e dos Ace Ventura. Muito bons! 😀
    Mal posso esperar pelo part deux! (como o Hot Shots 2)
    (Ah, será que irá estar na lista??)

Leave a Reply

© 2019 CinemaXunga

Theme by Anders NorenUp ↑

%d bloggers like this: